sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Ansiedade e Fibromialgia

Embora o termo “ansiedade” é usado de maneira de maneira corriqueira para várias situações estressantes do dia-a-dia, a ansiedade excessiva e persistente pode ser parte de distúrbios maiores, como o distúrbio da ansiedade generalizada (DAG), síndrome do pânico, fobias, comportamento obsessivo compulsivo e síndrome do stress pós-traumático. 


A ansiedade na verdade é uma sensação de intranqüilidade, apreensão e medo, marcada por sinais corporais como suores, tensão muscular e taquicardia. Esta sensação é muito comum em pacientes com fibromialgia (FM), e muita atenção tem sido dada às conexões que possam existir entre esses dois problemas. 

Ao invés de ficar-se pensando o que veio primeiro, a ansiedade ou a FM, muitos pesquisadores estão verificando que possivelmente as duas possam ter uma causa em comum, como uma vulnerabilidade que deixe a pessoa mais propensa a ter as duas condições. Uma das melhores maneiras de se estudar este fato é estudar as famílias com os dois problemas – isto ainda não foi feito com a ansiedade, mas sim com a depressão e fibromialgia, mostrando que ambas apresentam uma tendência familiar bastante importante. 

O controle da ansiedade é importante, já que níveis elevados desta aumentam o nível de dor. Isto é clássico na dor aguda - por exemplo, se você fica ansioso na cadeira do dentista, sentirá mais dor no procedimento. Isto está sendo também examinado na dor crônica. Além disso, a ansiedade interfere com outros sintomas da FM, como a fadiga e os problemas de memória. 

Quando que a ansiedade é normal e quando ela é um problema de saúde? A resposta é fácil – quando começa a afetar sua qualidade de vida. Quando você começa a faltar ou adiar compromissos por nervosismo, quando ataques de ansiedade vêm rápido e sem aviso ou quando o sono ou apetite começam a ficar afetados. 

Como tratar a ansiedade no paciente com fibromialgia? Os mesmos tratamentos que são usados em pacientes sem FM podem ser usados: medicações e terapia. Com relação à psicoterapia, a mais efetiva parece a ser a “cognitivo-comportamental”. Cada vez mais os antidepressivos estão sendo usados na ansiedade, ao invés dos clássicos ansiolíticos. Parece ser que estas medicações funcionam de uma maneira mais eficiente, com a vantagem de não causarem dependência física. Vários estudos mostram que a psicoterapia mais as medicações funcionam melhor do que cada uma em separado. 

Outros tratamentos incluem manter um “diário da ansiedade”, para tentar identificar o que desencadeia a ansiedade e o que pode ser feito para minimizar seus efeitos. O exercício, tão fundamental na FM, também ajuda na ansiedade. Enfim, a ansiedade tem recebido mais atenção dos pesquisadores em dor, e a descoberta de uma causa comum entre a ansiedade e a FM pode ajudar a melhor compreender e tratar as duas condições.

3 comentários:

Flávio Adriano disse...

Preciso saber como conviver com alguém com fibromialgia, sei que não é fácil mas , quero aprender. Fazem quatro anos que foi diagnosticado em minha esposa e ainda não sei como lidar com ela nas crises. Amo muito minha esposa e quero ajudá-la. Se souber como, toda família ficará melhor.

Marina disse...

Olá Flávio.
Fiquei realmente surpreendida ao ler esta mensagem... surpreendida mas no bom sentido!

Ora vamos lá falar sobre aqueles que têm de lidar com as pessoas que têm fibromialgia e, melhor ainda, sobre as pessoas que têm como companheiro de vida alguém com esta patologia.
Ora bem, como sabe, a Fibromialgia ainda é, por incrível que pareça, uma patologia que é bastante complexa e muitas vezes tão dolorosa para quem a tem como para quem convive com ela do lado de fora, como são os maridos ou as esposas dos pacientes.
É um trabalho em conjunto que requer imensa compreensão e, acima de tudo, ACEITAÇÃO!

Não poderei opinar mais concretamente sem saber algo mais do que se passa e em que aspecto quer a ajuda!?... Mas se chegou até este patamar de chegar a este blogue para procurar saber mais sobre a doença já é um modo de ajudar... entender a doença é um passo enorme!!!!
Recomendo que leia todo este blogue e outros mais que estão associados a ele como é o caso do blogue chamado "Somos Fibromialgicos"... creio que algumas das respostas estarão aí!

Pesso desculpa pela demora da resposta mas prometo a partir de hoje ficar mais atenta!... Nada me deixará mais feliz do que poder ajudar uma Companheira de Luta e fazer com que ela/e volte a sorrir e a ter esperança numa vida melhor e com um pouco de bem-estar e dignidade!

Obrigada pelo seu pedido de Ajuda!... Parabéns Flávio!

Até breve... ATÉ SEMPRE!

Marina disse...

Vim somente deixar aqui o endereço do blogue que lhe comentei anteriormente:

http://somosfibromialgicos.blogspot.com

Mais uma vez um muito obrigado pelo seu interesse... isso já faz parte da ACEITAÇÃO!
Desejo um excelente fim-de-semana para vocês!... Experimente dizer que a ama e convidar-la para ir dar um passeio pela praia... que tal lhe parece a ideia?...